Processo Criativo

Desenvolvido por Alex Osborn, o criador do brainstorming, no CPSI – Creating Problem Solving Institute – Buffalo University, NY, USA

Problema

Os participantes, durante o treinamento, aprenderam como enunciar o problema objetiva e resumidamente. Tem que ter foco. O ideal é defini-lo com toda clareza possível em apenas duas palavras: um verbo de ação + um substantivo.

Exemplos:

  1. Aumentar Vendas;
  2. Melhorar Atendimento;
  3. Reduzir custos de Distribuição
  4. Simplificar …

Oportunidade

Ver o que ninguém ainda viu. Pensar o que ninguém pensou. Otimizar o que já temos. Através de técnicas específicas os participantes aprederam como identificar novas oportunidades para os negócios.

Geração de Ideias

Para chegar a uma ótima ideia precisamos ter muitas para escolher. Os participantes, após terem aprendido a quebrar paradigmas, perder o receio de pensar diferente e eliminar os bloqueios mentais estão aptos a usar as técnicas para geração de ideias. Nessa fase do processo criativo o objetivo é criar quantidade de ideias. É proibido julgar, criticar, comparar, comentar. Queremos muitas ideias 

Avaliação das Ideias

Esta é a fase em que iremos avaliar, comentar, criticar as ideias geradas. Para facilitar faremos as avaliações com base em critérios pré-estabelecidos.

Plano de Ação

Após avaliadas, a diretoria da empresa decidirá quais serão implementadas. Cada uma terá o seu plano de ação independente para que seja concretizada. O que será feito? Quem será o responsável? Equipe? Quais os recursos disponíveis? Prazos? Etc.

Resultados do Processo Criativo

Copyright © 2021 – Criatividade Corporativa. Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Desenvolvido por AGÊNCIA TRIBO